“Gosto imensamente destes grandes silêncios, porque então ouço-me a mim mesmo, e vivo mais em cinco minutos de solidão do que em vinte horas de bulício.” (Machado de Assis)

quarta-feira, 5 de abril de 2017

O Pássaro Azul




1 comentário:

luis santos disse...


Muito bonita a récita e o quadro, e, já agora, o poema também não é feio. Eu acho!
Grande Abraço Grande António.

Ainda!