Por dentro.
Por fora.
Por dentro e por fora.
Nem por dentro, nem por fora.
Entre.
(Luís Santos)

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Manuel de Sousa, Poesia!


“Promotor E Vendedor De Viciadas Promessas Blasfemas E Da Alma Penada E De Má Memória”

Como qualquer outro arranjo-me como promotor de promessas
Profissionalizei-me ao longo da vida como um profeta falsário
Conto estórias mal contadas e com contentos que não existem
Nado armado em campeão num largo mar imaginário de lendas

Baixo o capuz e mostro ao Mundo a minha recém-nascida careca
Ela reluz quase tanto como o próprio Sol num dia algo nebulento
Sonho com o dia que hei-de recuperar cada cabelo e pêlo perdidos
Consigo vez por outra têr pesadelos onde sou um gorila só da selva

Passeio-me pelos corredores decorados do museu da memória
Vejo dependuradas na parede craniana colecções intraduzíveis
Lembro-me quase todos os dias de uma nova lembrança antiga
Há quadros e imagens como que filmadas que dão para vender

Tombo num poço de más recordações e bato com força no fundo
Salpico as lembranças incólumes com pedaços grossos de lamas
Engesso as partes doridas e transmuto o rosto e as feições nele
Converso seriamente com um Druida famoso para me lêr a mão

Pretendo de ora em diante olhar para o futuro numa bola de cristal
Não sei descrever bem o que vejo no advir mas fico muito confuso
Afago as mágoas que pressinto no meu âmago e transpiro à farta
Desaperto botões e abro o fecho-de-correr a correr mui rapidamente…

Dispo na maior das urgências o corpo e refugio-me por inteiro e etéreo na Alma…

Escrito em Luanda, Angola, por Manuel (D’Angola) de Sousa, a 27 de Julho de 2017, em Alusão ao Dia Mundial do Combate ao Câncer da Cabeça e do Pescoço, do Motociclista e da Pediatria, eventos que se celebram hoje…

Ainda, em Homenagem a todos os que sofrem de Doenças Mentais (Induzidas, provocadas, ou por causa de doenças ou por uso de drogas, ou em razão de crises sentimentais ou de origem natural/hereditárias, etc) ou outra de Fórum semelhante e que, apesar de tudo, têm vindo a auto superar-se e a conseguir obter sucessos e outros triunfos na vida e nas várias vertentes da criatividade, profissional ou artística…

“A Orson Wells, a Allan Poe e a Dante…”

Sem comentários: